Uma das minhas principais recomendações para as mulheres que estão tentando engravidar é ficar de olho na alimentação. Não estou falando sobre adotar qualquer dieta da moda – pelo contrário! –, mas de ter controle daquilo que o corpo recebe. Afinal, o que a gente deseja é que, ao longo de nove meses, ele seja a casa de um ser muito especial.

Aqui tem um ponto que gostaria de chamar atenção para quem está lendo esse texto: a importância do controle do açúcar no sangue. Muita gente já logo relaciona glicose e diabetes, e isso está correto. Mas estou falando antes mesmo de a instauração de um quadro como esse.

Se você ainda não havia imaginado como isso pode afetar a fertilidade, então, continue a leitura, pois as informações a seguir vão te ajudar nesse processo para engravidar.

Como o nível de glicose interfere no corpo?

Para ficar fácil de compreender, imagine a glicose como parte de um ciclo entre aquilo que você consome e a reação do organismo.

Uma alimentação rica em carboidratos (açúcares) leva ao aumento do açúcar no sangue e, consequentemente, faz com que pâncreas produza mais insulina para controlar a glicose. E, então, temos aí um pico de insulina, que reflete da seguinte forma no corpo da mulher:

  • Aumento da testosterona (hormônio masculino também produzido na mulher);
  • Desfavorecimento da ovulação;
  • Elevação da inflamação celular e corporal.

E, por sua vez, esses fatores contribuem para um cenário de:

  • Desequilíbrio hormonal;
  • Ciclo menstrual irregular;
  • Qualidade do óvulos prejudicada;
  • Tempo prolongado para engravidar.

Hormônio do estresse

Nesse contexto, também é muito importante mencionar que o “sobe e desce” de açúcar no sangue provoca uma condição de estresse no organismo. Com isso, o corpo produz exageradamente cortisol, alterando não somente o humor, mas o equilíbrio hormonal.

Como manter a glicose em níveis aceitáveis?

A não ser que você tenha alguma condição específica de saúde, que deve ser avaliada pelo médico, o primeiro passo é manter um equilíbrio na alimentação e nos hábitos de vida. Para quem está tentando engravidar, confira a seguir medidas importantes a serem tomadas.

Não pule o café da manhã

Como passamos várias horas dormindo e sem ingerir qualquer alimento, manter uma boa refeição para começar o dia ajuda no controle do açúcar no sangue.

Além disso, em alguns casos, a recomendação para você pode ser incluir pequenos lanches entre as refeições, para evitar fome excessiva e, consequentemente, um “ataque” aos carboidratos na hora de comer. Mas tudo dependerá da orientação do seu médico.

Vale lembrar que não estou falando jamais para cortar os carboidratos, combinado? Apenas ter moderação, como tudo nessa vida.

Consuma proteínas e gorduras do bem

Proteínas são alimentos que costumam dar mais saciedade, além de serem ótimos para as nossas células. O ideal é optar por carnes magras, peixes (tenha cuidado com a procedência e não consuma cru), bem como ovos e grãos.

Inclua fibras no seu dia a dia

As fibras também ajudam com a sensação de saciedade e são muito importantes no equilíbrio da flora intestinal. Um intestino que funciona bem contribui para a boa absorção de nutrientes, o que favorece muito as mulheres que estão tentando engravidar.

Cuide-se enquanto está tentando engravidar

A mensagem que quero deixar com esse texto é que as tentantes mantenham cuidados básicos com organismo. Se tudo estiver em harmonia no corpo, as chances de uma gravidez serão maiores. Além disso, essas medidas podem ajudar na prevenção do diabetes gestacional.

Em casos de dificuldades e mais de 12 meses de tentativas, procure um especialista em reprodução humana para fazer uma avaliação.

Se você está tentando engravidar e tem dúvidas sobre hábitos e questões de saúde, envie sua mensagem clicando aqui.