Quando o casal decide engravidar, a ansiedade para que isso aconteça logo pode acabar atrapalhando. Mas, além do fator emocional, existem outros fatores relacionados à fertilidade feminina e masculina que podem interferir no sucesso de uma gravidez.

Quando a infertilidade parece ser uma realidade, a melhor opção é procurar um médico especialista em medicina reprodutiva. É esse profissional que tem o conhecimento e a prática adequada para avaliar a situação e traçar o melhor caminho.

É interessante reforçar que as chances de uma gravidez natural ficam em torno de 20% a 25% por mês, quando a mulher está no período fértil. Ou seja, engravidar naturalmente é mais difícil do que muitas pessoas possam imaginar.

Com isso em mente, você sabe exatamente qual o momento ideal para procurar um médico especialista em medicina reprodutiva? Vamos responder a essa pergunta ao longo do texto, mostrando alguns dos sinais de alerta para o risco de infertilidade, bem como desmistificar algumas ideias sobre isso. Vamos lá!

“Estou tentando engravidar, mas não consigo”

Essa frase é a primeira que passa na cabeça de quem está tentando engravidar, certo? Há casais que interrompem o uso de métodos contraceptivos e conseguem engravidar logo nas primeiras tentativas. Mas isso não é regra, o que acaba gerando insegurança em algumas pessoas.

O mais comum, na verdade, é que o processo de concepção natural demore algum tempo. E isso não significa necessariamente que existe um problema, pois o organismo da tentante precisa se adaptar à ausência do contraceptivo, principalmente no caso dos hormonais.

Período fértil é a melhor época para tentar engravidar

Ao decidir ter um filho, o casal deve se programar para ter relações sexuais frequentes, principalmente no período fértil – ou mesmo realizar o chamado coito programado, que é justamente na fase fértil da mulher. Dessa forma, as chances de gerarem um bebê aumentam.

É importante saber que a janela fértil é o momento ideal para ocorrer a fecundação. O óvulo é liberado cerca de 14 dias após a última menstruação, o que pode atrasar ou adiantar.

O espermatozoide pode sobreviver cerca de 3 a 4 dias nas trompas, e o óvulo cerca de 24 a 36 horas após ser liberado. Por isso, consideramos como janela fértil cerca de 4 dias antes e 2 dias depois da ovulação.

Nesse sentido, a mulher deve investir bastante no autoconhecimento, pois entender o próprio organismo será de extrema importância para saber quando está ocorrendo a ovulação.

Depois de quanto tempo procurar um especialista em infertilidade? 

O diagnóstico de infertilidade é feito na ausência de gravidez em quem está tentando engravidar há 12 meses, fazendo um bom controle do período fértil.

Na ausência de gravidez, o casal já deve buscar ajuda de um médico especialista em infertilidade. É importante que o casal procure saber se existe algum problema de infertilidade no homem ou na mulher, e somente um médico especialista poderá detectar isso corretamente.

O especialista em medicina reprodutiva vai avaliar a natureza e o nível do problema para, então, poder indicar o tratamento adequado, quando necessário.

Diferença para mulheres acima de 35 anos

Existe uma exceção à “regra” dos 12 meses. Um ano de tentativas, sem sucesso, é o tempo limite para a maioria dos casais tentarem engravidar espontaneamente. O avanço da idade está intimamente ligado com a infertilidade feminina.

Em outras palavras, a partir dos 30, 35 anos, a mulher sofre uma queda considerável e progressiva em sua reserva ovariana. Considerando esse fato, quando a mulher tem mais de 35 anos, já deve procurar um especialista caso não ocorra gravidez após 6 meses de tentativas.

É por isso que os especialistas em medicina reprodutiva falam tanto sobre a necessidade de planejamento familiar. As mulheres que desejam postergar a maternidade devem conversar com um especialista sobre a possibilidade da preservação social da fertilidade, principalmente por meio do congelamento de óvulos.

Nesses casos, o ideal é que o congelamento ocorra enquanto os gametas ainda estão jovens e saudáveis.

Sintomas comuns de infertilidade

Agora que você já entendeu sobre a hora de procurar um médico especialista em medicina reprodutiva, também pode se interessar por conhecer alguns dos sintomas da infertilidade.  

No caso das mulheres, elas devem ficar atentas se perceberem:

  • Alterações consideráveis no ciclo menstrual (menstruação ou fluxo irregular);
  • Cólicas muito fortes (podem ser sinal de doenças como endometriose e mioma).

Como o especialista faz o diagnóstico de infertilidade

Identificar as causas de uma suposta infertilidade pode não ser tarefa fácil. Mas algo é certo: se o casal não engravidar após 12 meses, deverá procurar o especialista em medicina reprodutiva.

Entretanto, quando o paciente mantém a atenção ao próprio corpo e percebe sinais de que algo está estranho, isso serve de alerta para procurar um médico especialista em medicina reprodutiva. E, então, serão feitos diversos exames, inclusive laboratoriais e de imagem.

Seja qual for o problema, o profissional poderá ajudar a tratar a tempo, muitas vezes impedindo o comprometimento da fertilidade de forma irreversível.

Por outro lado, existem situações em que, mesmo com todos os exames, a causa da infertilidade não é determinada. São os casos de Infertilidade Sem Causa Aparente (ISCA) que, apesar de não terem causa determinada, podem ser feitos vários tipos de tratamento.

Fator emocional da infertilidade pode ser investigada

Quando o casal procura um especialista em medicina reprodutiva que promove um atendimento humanizado e individualizado, o tratamento recebido deve ser integral. A avaliação do estado emocional dos tentantes deve fazer parte da consulta. Em alguns casos, a ajuda de um especialista como um psicólogo, por exemplo, pode ser necessária. 

Apesar de ainda haver controvérsias sobre a influência da ansiedade para se alcançar a gravidez, sabemos que as alterações emocionais podem estar relacionadas com desequilíbrios hormonais que acabam afetando a fertilidade.

Procurar especialista em reprodução é essencial

Para diminuir as chances de desenvolver infertilidade, é importante que tanto homens como mulheres levem uma vida saudável, tenham relações sexuais protegidas e mantenham os cuidados médicos sempre em dia.

E, se vier a desenvolver infertilidade, o casal deve procurar um médico especialista em medicina reprodutiva, que irá ajudá-lo e, juntos, irão identificar se realmente existe um problema e, juntos, encontrarão o caminho certo com novas chances de engravidar.

  • Se quiser agendar uma consulta, ligue agora para: 31. 3227-1030